As articulações são o ponto de conexão entre os ossos, a cartilagem e o tecido ósseo e é responsável por facilitar os movimentos do corpo. Esses pontos podem ser danificados por lesões ou doenças como bursite ou artrite.

Por estes motivos, não apenas devemos protegê-los de qualquer golpe ou trabalho forçado, pois eles não são substituíveis, mas também podemos fazê-lo mantendo uma boa postura quando nos inclinamos ou sentamos e, acima de tudo, cuidamos de nossa dieta.

E para ajudá-lo com isso, preparamos esta lista de alimentos para cuidar das suas alimentações.

Frutas comuns

Frutas são alimentos que não devem faltar em nossa dieta diária e, mais ainda, se queremos cuidar das articulações. Sua grande contribuição de vitaminas e antioxidantes é um elemento importante no combate ao envelhecimento precoce, além de manter a hidratação do corpo e possuírem um efeito anti-inflamatório que impede a retenção de líquidos, um dos elementos que pode causar dor nas articulações. A vitamina C que as frutas possuem ajuda a manter a produção de colágeno, essencial para a manutenção da cartilagem e articulações.

Além disso, eles ajudam o sistema digestivo e evitam a constipação. Também não fornecem gorduras, o que é ideal para evitar o excesso de peso, mas devem ser consumidas em quantidades moderadas, pois contém frutose, açúcar das frutas e pode ser contraproducente se você estiver em uma dieta para perder peso. As melhores frutas para as articulações são: frutas vermelhas como framboesas, amoras, mirtilos, morangos, cerejas e frutas cítricas, graças à sua vitamina C.

Especiarias

Além de preservar e dar sabor às refeições, as especiarias também fazem parte de bons alimentos comuns. As mais recomendadas são:

Açafrão: tem uma cor mostarda muito característica e um cheiro poderoso. É um dos remédios naturais mais recomendados para tratar a artrite, aliviando os sintomas e a inflamação. Também beneficia a digestão e evita gases.

Gengibre: talvez seja uma das plantas medicinais com mais usos e cuidados com as articulações, de modo que não poderia faltar. Possui propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, tanto para evitar problemas articulares quanto para tratá-los, se você já tiver uma doença.

Vitaminas e minerais

Segundo alguns estudos, pessoas, especialmente mulheres, que consomem mais vitamina D, têm menor probabilidade de sofrer de artrite. Esta vitamina tem a função de fixar cálcio nos ossos e permite a formação de tecido ósseo. No entanto, a ingestão de alimentos ricos em vitamina D não é suficiente para atender à demanda do nosso organismo, por isso será necessário combiná-lo com a exposição ao sol, com proteção adequada, pois sintetiza o cálcio proveniente dos vegetais e laticínios.

Encontre vitamina D nos seguintes alimentos:

Lácteos desnatados.
Salmão, cavala e atum.
Brócolis, couve chinesa, couve.
Amêndoas, gergelim, sementes de girassol, nozes.

Por outro lado, temos os minerais que possuem os bons alimentos para as articulações:

O enxofre é necessário para a formação de colágeno no corpo, que é uma parte fundamental das articulações e outros ligamentos. A falta desse mineral pode levar à lenta reparação articular. Encontre enxofre em alimentos como cebola, alho, alho-poró, salsa, repolho e espinafre.

O magnésio é outro mineral fundamental, pois além de manter nossos ossos saudáveis, é capaz de estimular a calcitonina, um hormônio que regula o cálcio no sangue. Encontre este mineral nas sementes, gergelim, nozes, espinafre, rúcula, acelga e brócolis, em aveia, arroz integral, grão de bico, ervilha e quinoa.

Alimentos que danificam as articulações

Existem também alguns alimentos que é preferível evitar, especialmente se você sofre de alguma doença ou doença nas articulações. Os alimentos que danificam as articulações são:

Laticínios e derivados: facilitam a retenção de líquidos, o que gera dor nas articulações.

Alimentos ricos em purinas: a decomposição desse elemento é o que forma o ácido úrico que, se for em excesso, produz problemas articulares e musculares. Alimentos ricos incluem frutos do mar, peixes como sardinha, salmão e anchovas, carne de bovino ou bovina, embutidos, grão de bico, lentilha e feijão.

Alimentos ricos em gorduras saturadas : acumulam-se nas artérias e dificultam o fluxo sanguíneo e, portanto, a absorção de nutrientes. Evite frituras, junk food, doces e carnes gordurosas.

Bebidas alcoólicas e refrigerantes : não possuem contribuição nutricional, sendo totalmente dispensáveis, além de favorecer a obesidade e os problemas cardiovasculares.

Outras recomendações

Evite a obesidade.
Mantenha uma postura correta ao dobrar ou sentar.
Evite carregar objetos muito pesados, caso precise carregá-los, use as articulações mais fortes.
Mantenha-se hidratado.
Não use a mesma posição por muito tempo.
Use ferramentas de assistência, como alças longas ou abridores de latas ou outros objetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *