Diariamente, vivemos expostos no meio ambiente, onde diversos germes, vírus e bactérias invisíveis a olho nu estão presentes.

A imunidade é o conjunto de defesas do organismo, formada pelos glóbulos brancos, vermelhos e por tecidos especiais, que defendem nosso corpo dos agentes infecciosos citados anteriormente, evitando ou atenuando as doenças que contraímos.

Quando a imunidade está desregulada ou está abaixo do esperado, os seguintes sintomas são: cansaço frequente, resfriados e gripes frequentes, viroses frequentes e outras infecções também frequentes.

Alimentos para aumentar suas defesas naturais

Neste caso, é necessário rever seu estilo de vida e seus hábitos alimentares. Alguns alimentos ajudam a aumentar as defesas naturais do corpo, tais como:

Gengibre: rico em propriedades antioxidantes e antibacterianas. Pode ser consumido em forma sólida ou com infusões, que tratam infecções de garganta, gripes, etc.

Alho: possui alicina, que estimula a produção de defesas naturais do corpo. Pode ser consumido em forma sólida, ou de infusões.

Iogurtes: possuem lactobacilos que ajudam no aumento do metabolismo, e da produção de glóbulos brancos e na estimulação da flora intestinal.

Frutas cítricas: ricas em fibras e em vitamina C, fortalecem as defesas corporais e a estimulam a flora intestinal.

Semente de Girassol: rica em antioxidantes

Geleia Real: rica em diversos nutrientes e em substâncias antioxidantes

Cenoura: rica em betacaroteno, a popular vitamina A.

O sono é uma parte importante desse processo. Um adulto deve dormir até 08 horas por noite, para acordar revigorado e descansado no dia seguinte. Caso esteja dormindo em demasia ou pouco, procure regular seu sono, e consulte um médico.

Praticar algum esporte, fazer exercícios físicos em academias ou ao ar livre, ajudam a gastar energia e aliviar os estresses da rotina diária é de trabalho. Investir em algum hobbie, como a leitura, artes plásticas ou tocar instrumentos também pode ajudar.

Hidratar-se bem e regularmente e o último passo dessa lista. O ideal é consumir 2L de água caso seja adulto, mas isso pode variar de acordo com as características biológicas de cada um e o local onde mora.

Apesar de todos os elementos citados anteriormente, a alimentação é o principal pilar de quem deseja aumentar a sua própria imunidade, com o maior consumo de vitaminas e nutrientes que tem essa propriedade.

Em tempos de pandemia de coronavírus, muito se busca saber em como estar preparado pra caso contraia-o. Mas pouco se sabe sobre suas mutações e suas ações no organismo humano, já que o vírus é novo e segue sendo conhecido e estudado pelos cientistas.

Médicos virologistas, endocrinologistas e de outras áreas, recomendam uma alimentação equilibrada, com a ingestão de várias vitaminas e nutrientes, para que não seja necessário usar suplementos alimentares por conta própria.

A flora intestinal também deve ser levada em conta nesta hora, já que lá vivem as bactérias “do bem”, os probióticos que fixam os nutrientes consumidos em si, e os excretam para o resto do corpo.

A Organização Mundial da Saúde recomenda o consumo diário de 400g de frutas, verduras e legumes, distribuídas nas três principais refeições do dia ou entre elas, embora essa quantidade possa variar de pessoa pra pessoa.

Vitaminas para cuidar de sua saúde

Vitamina C

Não é produzida pelo organismo humano, e atua como “bloqueadora” da ação dos vírus, quando esses conseguem entrar em nosso corpo.
É encontrada em frutas como morango, laranja, tangerina e em outros alimentos, como repolho e pimentão.

Carotenoides

Assim como a vitamina anterior, não é produzida pelo organismo humano. É encontrada em legumes como a cenoura e em frutas como manga, damasco e morango.

Vitamina E

Retardante da ação e da proliferação dos radicais livres e do envelhecimento celular.
É encontrada nas castanhas, amêndoas, nozes e em outros alimentos como gema do ovo e em outros grãos em geral.

Ácido Fólico

Produz e restaura as células do DNA.
É encontrado nos vegetais como couve, brócolis, agrião, espinafre e nos grãos, como grão de bico.

Zinco

Diminui a ocorrência de infecções no corpo, bloqueando seus sintomas.
É encontrado nas carnes branca, e vermelha, em frutos do mar como ostras, mariscos e caranguejos e no leite e seus derivados

Selênio

Antioxidante e fortalecedor das defesas naturais do organismo – glóbulos brancos e vermelhos. Mas atenção: é preciso consumir na quantidade ideal, pois a falta e o excesso são prejudiciais ao organismo.
É encontrado quase exclusivamente na castanha do Pará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *